terça-feira, 7 de abril de 2009

Poção de rosas


Aspiro docemente o perfume de cada rosa que nasce.
Guardo no meu peito o riso cristalino e puro dos meus meninos.
São reservas de amor.

2 comentários:

manzas disse...

Num traço de avião, desvendo o teu rosto,
Rosto de nuvem em céu azul, luz do infinito…
Infinito desfasamento de Poalhas em fundo fosco,
Fosco cálice vazio que cala a voz de um grito!

Grito queimado nas cinzas de um cinzeiro,
Cinzeiro apagado de um quarto de hotel perdido…
Perdido por um ardente amor, enamorado por inteiro!
Inteiro o calor de um corço que arde consumido.

Que nesta Páscoa receba muitas bênçãos,
Que esta passagem lhe traga
Muito amor, saúde, paz e esperança…

Lhe desejo
Uma FELIZ PÁSCOA!
Bem-haja!

O eterno abraço…

-MANZAS-

rosa disse...

Que linda é a sua mensagem!

Agora que os meus sobrinhos abandonaram o meu jardim de rosas, este tornou-se um pouco mais frio, um pouco mais triste.

O riso deles ainda se ouve por entre as árvores e os arbustos... de qualquer das formas não é a mesma coisa, mas a vida continua.

Que sua Páscoa seja igualmente abençoada.

Beijos de paz